Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, São Paulo, Brazil
BIOMEDICA ACUPUNTURISTA. Biomédica pela UMC 1987. Lato Sensu em Medicina Tradicional Chinesa e Acupuntura - ETOSP. Especializações: Saúde Pública - São Camilo e Medicina Tradicional Chinesa e Acupuntura - ETOSP. Experiências: Análises Clínicas, aulas no curso técnico de Patologia Clínica (Hematologia, Parasitologia, Imunologia, Microbiologia, Fundamentos da Patologia, Biologia, Programas de Saúde, Anatomia e Fisiologia Humanas). Assessora Científica. Artigos no Jornal Centro em Foco (http://www.jornalcentroemfoco.com.br/vivasaude.html). Redação da coluna “Dicas de Saúde” para o jornal norte americano “BR POINT”. Palestras sobre temas de saúde e Acupuntura. Atualmente atuo como BIOMÉDICA ACUPUNTURISTA em consultório particular onde viso o tratamento do individuo integralmente. Utilizo acupuntura sistêmica, LASER-acupuntura, moxa, eletro-acupuntura, ventosa e florais. Sou Professora de Micro e Imunologia no curso técnico em Massoterapia e do curso Lato Sensu de Acupuntura e MTC da ETOSP. Coordenadora do ambulatório de LASER ACUPUNTURA da ETOSP - Escola de terapias Orientais de SP

segunda-feira, 30 de março de 2009

TAO - O caminho


“A palavra TAO em chinês, poderia ser traduzida literalmente como “caminho, trilha, estrada”.

TAO é um caminho que veio de um passado que não teve início e se estende para um futuro infinito. Tao, como caminho, representa o elo que liga todos os tempos.
É um caminho de infinidade.
É o caminho que rompe a barreira do tempo e do espaço.

É tao grande que nos permite aprender todas as coisas.

É tão minúsculo que pode caber dentro de um grão de poeira.Como algo grande, contém todos os seres, todas as coisas e todas as formas. Como algo pequeno, cabe na menor partícula do Universo.
Portanto, o Tao, como infinita expansão e recolhimento que rompe a barreira do tempo e do espaço, representa o Absoluto. O Absoluto que todos os antigos mestres taoístas buscavam.

Quando inquiridos pelos curiosos ou pelos discípulos sobre o que buscavam, os mestres respondiam:
“Eu busco o TAO, eu busco o Caminho”.
Isto subentende que eles procuravam o caminho da infinidade, o caminho do Absoluto.
O mestre taoísta busca a absoluta libertação da sua alma. Anseia por uma forma de viver sem limites, procura respirar com a simples respiração, olhar com um simples olhar, escutar com o silêncio interior. Ele procura caminhar sem rancor, sem complexos, sem anseios e sem remorsos. Vive com paz no coração e com liberdade no mundo.

Para fins didáticos, os mestres taoístas classificaram o Tao como Absoluto em duas categorias, embora na realidade ele seja indivisível:

Tao em estado latente e tao em estado manifestado.

O estado latente seria como um vazio, um espaço, um silêncio. É a ausência que permite a presença de todas as coisas, um vazio que abrange todas as formas.
Ainda de forma didática, vejamos o Tao em estado manifestado. Quando o Absoluto se manifesta, é exatamente a soma de todas as coisas, como UM, como síntese do Todo.

O Tao não está apenas em uma pessoa ou em uma coisa. Manifesta-se em tudo, o tempo todo.”
(Mestre Wu Jyh Cherng, Iniciação ao Taoísmo).


Um comentário: